eMail: IBdNBrockton@gmail.com
Website: www.igrejabatistadonorthe.org

 

Igreja Batista do Norte

A DECLARAÇÃO DE FÉ E CONVÊNIO

 Seção 2.01-declaração de fé

 A seguir compreende as crenças bíblicas da igreja e seus membros. 

 (A) as escrituras sagradas.  Acreditamos que as sagradas escrituras do antigo e novo testamento para ser o verbalmente e plenária inspirada palavra de Deus.  As escrituras são inerrante, infalível e inspirada por Deus e, portanto, são a autoridade final para a fé e a vida.  Os 66 livros do antigo e novo testamento são a revelação completa e divina de Deus ao homem.  As escrituras devem ser interpretadas de acordo com o seu significado histórico-gramaticais normal, e todas as questões de interpretação e significado serão determinadas pelo pastor.  A versão King James da Bíblia deve ser o oficial e somente tradução usado pela igreja.  (2 TM. 03:16-17; 2 Pet. 01:20-21) 

(B) dispensacionalismo.  Cremos que as escrituras interpretadas em seu sentido literal, natural revelam dispensações divinamente determinadas ou regras de vida que definem as responsabilidades do homem em idades sucessivas.  Estas dispensações não são os caminhos da salvação, mas prefiro são divinamente ordenadas mordomias pelo qual Deus dirige o homem segundo o seu propósito.  Três dessas dispensações, a lei, a Igreja e o Reino-são os temas da revelação detalhada nas Escrituras. (01:28; 1 Coríntios 09:17; 2 Coríntios 3:9-18; Gálatas 03:13-25; Efésios 01:10; 3:2-10; Col. 01:24-25, 27; Rev. 20:2-6)

(C) a divindade.  Nós acreditamos em um Deus Trino, eternamente existente em três pessoas-pai, filho e Espírito Santo, cada co-eterno em ser, co-idênticos em natureza, na mesma condição em poder e glória e ter os mesmos atributos e perfeições.  (Deuteronômio 6:4; Mt 28: 19; 2 Coríntios 13:14; John 14:10, 26)    

(D) a pessoa e obra de Cristo.

 1.             Acreditamos que o Senhor Jesus Cristo, o eterno filho de Deus, tornou-se homem, sem deixar de ser Deus, tendo sido concebido pelo Espírito Santo e nascido da Virgem Maria, a fim de que ele pode revelar Deus e redimir os homens pecadores. (ISA. 07:14; 9:6; Lucas 01:35; John 1:1-2, 14; 2 Coríntios 05:19-21; Gálatas 4:4-5; FP 2:5-8)

 2. Cremos que o Senhor Jesus Cristo realizada nossa redenção através de sua morte na Cruz como um sacrifício representativo, vicário, substitutiva; e, que nossa justificação é a certeza por sua ressurreição literal, física dos mortos. (Atos 02:18-36; ROM. 03:24-25; 1 animal de estimação 02:24; Efésios 1:7; 1 Peter 1:3-5)

 3.             Acreditamos que o Senhor Jesus Cristo ascendeu ao céu e agora é exaltado à mão direita de Deus, onde, como nosso sumo sacerdote, ele cumpre o Ministério de representante, Intercessor e advogado.  (Atos 1:9-10; HEB. 09:24; 07:25; ROM. 08:34; 1 John 2:1-2)

 E a pessoa e obra do Espírito Santo.

 1. Cremos que o Espírito Santo é uma pessoa que convence o mundo do pecado, da justiça e do juízo; e, que ele é o agente sobrenatural em regeneração, batizando todos os crentes no corpo de Cristo, habitação e selando-os para o dia da redenção. (John 16:8-11; ROM. 8:9; 1 Coríntios 12:12-14; 2 Coríntios 3:6; Efésios 01:13-14)

 2.             Acreditamos que ele é o professor divino que ajuda os fiéis a entender e adequado as escrituras, e que é o privilégio e dever de todos os salvos para ser cheio do espírito (EF 01:17-18; 05:18; 1 John 02:20, 27)

 3. Cremos que Deus é soberano na outorga dos dons espirituais para cada crente.  Deus usa exclusivamente evangelistas, pastores e professores para equipar os crentes na Assembleia, a fim de que eles podem fazer o trabalho do Ministério.  (ROM. 12:3-8; 1 Coríntios 12:4-11, 28; Efésios 4:7-12)

 4. Cremos que os dons de sinal do Espírito Santo, como falar em línguas e o dom da cura, eram temporários.  Falar em línguas nunca foi o sinal comum ou necessário do batismo ou enchimento do Espírito Santo, e essa libertação final do corpo de uma doença ou morte aguarda a consumação da nossa salvação na ressurreição, embora frequentemente Deus escolhe responde as orações dos fiéis para cura física. (1 Coríntios 01:22; 13:8; 14:21-22)

 (F) a depravação Total do homem.  Acreditamos que o homem foi criado à imagem e semelhança de Deus; Mas que no pecado de Adão, a raça humana caiu, herdou uma natureza pecaminosa e tornou-se alienado de Deus. Homem é totalmente depravado e, em e de si mesmo, absolutamente incapaz de sanar sua condição perdida. (General 01:26-27; ROM. 03:22-23; 05:12; 06:23; EF 2:1-3; 04:17-19)

 (G) a salvação.  Acreditamos que a salvação é o dom de Deus trouxe ao homem pela graça e recebida pela fé pessoal no Senhor Jesus Cristo, cujo precioso sangue foi derramado no Calvário para o perdão dos nossos pecados e não a nossa, apenas, mas para os pecados do mundo inteiro.  (John 01:12; Efésios 1:7; 2:8-10; 1 animal de estimação 01:18-19; 1 John 1:7-9; 2:1-2)

 (H) a segurança eterna e garantia dos crentes.

 1. nós acreditamos que todos os redimidos, uma vez salvos, são mantidos pelo poder de Deus e são, portanto, seguros em Cristo para sempre.  (John 06:37-40; 10:27-30; ROM. 8:1; 38-39; 1 Coríntios 1:4-8; 1 Pedro 1:4-5)

                 2. nós acreditamos que é o privilégio dos crentes, alegrar-se com a garantia de sua salvação através do testemunho da palavra de Deus, que, no entanto, claramente proíbe o uso da liberdade cristã como uma ocasião para a carne.  (ROM. 13:13-14; Gálatas 05:13; Tito 02:11-15)

 (I) a Igreja

 1. Cremos que a igreja, que é o corpo e a noiva adotada de Cristo, é um organismo espiritual composto de pessoas de todos os nascidos de novo desta idade presente (EF 01:22-23; 05:25, 27; 1 Coríntios 12:12-14; 2 Coríntios 11:2).

 2.             Acreditamos que uma igreja local é uma congregação de crentes imersos, associado por um pacto de fé e amizade do Evangelho; observar as ordenanças de Cristo; regido por suas leis; e exercer os dons, direitos e privilégios investidos neles por sua palavra; que seus diretores são pastores e diáconos, cujas qualificações, sinistros e deveres estão claramente definidos nas Escrituras (atos 14:27; 20:17, 28-32; Fp 1:1; 1 Timóteo 3:1-13; Tito 1:5-11; Rev. 2:1-03:22)

 3. Cremos que a verdadeira missão da igreja é encontrada na grande Comissão (Mt 28: 19-20; Marcos 16:15, atos 1:8):

 ·               Em primeiro lugar, fazer discípulos individuais como testemunhamos fielmente de Cristo a todos os homens que tivermos oportunidade;

·               Segundo, para batizar aqueles que são salvos;

 ·               Terceiro, para ensinar e instruir como ele ordenou, assim, construir a igreja.

 Acreditamos que a igreja local tem o direito absoluto da autonomia, livre da interferência de uma hierarquia de indivíduos ou organizações; e que o primeiro e único Superintendente é Cristo, através do Espírito Santo; que é Bíblico para verdadeiras igrejas cooperar uns com os outros na disputa pela fé e para a prossecução do Evangelho, que cada igreja local é o único juiz da medida e o método da sua cooperação; em todos os assuntos da associação, da política, do governo, da disciplina, da benevolência, a vontade da igreja local é final. (Atos 02:41-42; Atos 20:17-28; Eu TM. 03:15; 01:18; EF 23/05/24; Age 26:13-18).

 4.             Acreditamos que o estabelecimento e a continuidade das igrejas locais é claramente ensinado e definido nas escrituras do novo testamento.  (Atos 14:27; 20:17, 28-32; 1 TM. 3:1-13; Tito 1:5-11)

 

5. Cremos na autonomia da igreja local livre de qualquer autoridade externa ou controle. (Atos 13:1-4; 15:19-31; 20:28; ROM. 16:1, 4; 1 Coríntios 3:9, 16; 5:4-7, 13; 1 Pedro 5:1-4)

 6. nós reconhecemos água de batismo e a ceia do senhor como as ordenanças bíblicas da obediência para a igreja nesta idade.  (Mt 28: 19-20; Atos 02:41-42; 18:18; 1 Coríntios 11:23-26)

 7.             Acreditamos que o batismo cristão é a imersão de um crente na água para mostrar adiante no emblema solene e bela, nossa fé no Salvador crucificado, enterrado e ressuscitado, com seu efeito na nossa morte para o pecado e ressurreição para uma nova vida; é pré-requisito para os privilégios de uma relação de igreja.  (Atos 08:36-39; John 03:23; ROM. 6:3-6; Matt.3:16; 02:12)

 8. Cremos que a ceia do senhor é a comemoração da sua morte até que ele vem e deve ser sempre precedido auto-exame solene.  (Eu Coríntios 11:23-28).

 (J) separação. Acreditamos que todos os salvos devem viver de forma a não trazer censurar ao seu Salvador e senhor. Deus ordena a seu povo para separar de toda apostasia religiosa, todos os prazeres mundanos e pecaminosos, práticas e associações e abster-se de todas as aparências imodesta e imoderadas, piercings (excepto os lóbulos da orelha em mulheres) e marcas corporais.  (ROM. 12:1-2; 14:13; 2 Coríntios 06:14-7:1; 2 Timóteo 3:1-5; 1 John 02:15-17, 2 João 9-11; LV 19:28; 1 Coríntios 06:19-20)

                (K) o segundo advento de Cristo. Acreditamos nessa bendita esperança, o retorno pessoal, iminente de Christ que irá arrebatar sua igreja antes do período de tribulação de sete anos, também descrita como septuagésimo semana de Daniel.  No final da tribulação, Cristo irá pessoalmente e visivelmente retornar com seus santos, para estabelecer seu reino messiânico terrena que foi prometida para a nação de Israel.  (PS. 89:3-4; DN 02:31-45, 09:24-27; Zech. 14:4-11; Eu Thes. 01:10; 1 ts. 04:13-18; 2 Thes. 2:1-12; Tito 02:13; 03:10; 19:11-16; 20:1-6)

(L) o estado eterno.

 1. Cremos na ressurreição corporal de todos os homens, a vida salva a eterna e não salvos ao julgamento e punição eterna.  (Mt 25:46; John 05:28, 29; 11:25-26; Rev. 20:5-6, 12-13)

2.             Acreditamos que as almas dos redimidos são, na morte, ausente do corpo e presentes com o senhor, onde em êxtase consciente aguardam a primeira ressurreição, quando espírito, alma e corpo estão reunidos para ser glorificado para sempre com o senhor. (Lucas 23:43; 2 Coríntios 5:8; FP 01:23; 03:21; Eu Thess. 04:16-17; Rev. 20:4-6)

3. Cremos que as almas dos incrédulos permanecem, após a morte, em punição consciente e tormento até a segunda ressurreição, quando com a alma e o corpo se reuniu, eles devem aparecer para o grande julgamento do trono branco, em serão lançados no lago de fogo, não deve ser aniquilado, mas to sofrem tormentos e castigo eterno consciente.  (Matt. 25: 41-46; Mark 09:43-48; Lucas 16:19-26; 2 Thess. 1:7-9; Judas 6-7; 20:11-15)

 (M) a personalidade de Satanás.  Cremos que Satanás é uma pessoa, o autor do pecado e a causa da queda do homem; Ele é aberto e declarado inimigo de Deus e o homem; e que ele será eternamente punido no lago de fogo.  (Jó 1:6-7; ISA. 14:12-17; MT 4:2-11; 25: 41; 20:10)

 (N) criação.  Nós acreditamos que Deus criou o universo em seis períodos de literais, 24 horas.  Nós rejeitamos a evolução, a teoria do hiato, a teoria do dia-idade e evolução teísta como teorias bíblica de origem.  (Gen 1-2; Ex. 20:11)

 (O) governo civil.  Acreditamos que Deus tem ordenado e criou toda a autoridade consistindo de três instituições básicas: 1) da família, 2) a Igreja e 3) do estado.  Cada pessoa está sujeita a estas autoridades, mas todos (incluindo as próprias autoridades) são regidos pela sua palavra e responsável perante Deus.  Deus deu a cada instituição responsabilidades específicas bíblicas e equilibrada essas responsabilidades com o entendimento de que nenhuma instituição tem o direito de infringir a outra.  A família, a Igreja e o estado são iguais e soberano em suas respectivas biblicamente atribuído esferas de responsabilidade perante Deus.  (ROM. 13:1-7; Efésios 05:22-24; Hebreus 13:17; 1 animal de estimação 02:13-14)

 (P) sexualidade humana.

1.             Nós acreditamos que Deus ordenou que nenhuma atividade sexual íntima ser envolvido em fora de um casamento entre um homem e uma mulher.  Nós acreditamos que qualquer forma de homossexualidade, lesbianismo, bissexualidade, bestialidade, incesto, prostituição, adultério e pornografia são perversões pecaminosas do dom de Deus do sexo. Acreditamos que Deus desaprova e proíbe qualquer tentativa de alterar o gênero por cirurgia ou aparência.  (02:24; Gen 19:5, 13; O General 26:8-9; LV 18:1-30; ROM. 1: 26-29; 1 Coríntios 5:1; 6:9; 1 Thess. 4:1-8; Hebreus 13:4)

 2. Cremos que o casamento só legítimo é a União de um homem e uma mulher.  (02:24; ROM. 7:2; 1 Cor. 07:10; Efésios 05:22-23)

 (Q) relacionamentos família

 1. nós acreditamos que homens e mulheres são iguais espiritualmente em posição diante de Deus, mas que Deus tem ordenado funções espirituais distintas e separadas para homens e mulheres em casa e a igreja.  O marido é ser o líder da casa, e os homens devem ser os líderes (pastores e diáconos) da igreja.  Por conseguinte, apenas os homens são elegíveis para licenciatura e ordenação da igreja.  (Gálatas 03:28; 03:18; 1 TM. 2:8-15; 3:4-5, 12)

 2. Cremos que Deus ordenou a família como a instituição fundamental da sociedade humana.  O marido é amar sua esposa como Cristo ama a igreja.  A esposa é submeter-se à liderança bíblica de seu marido como a Igreja envia para a chefia de Cristo.  Os filhos são herança do senhor.  Os pais são responsáveis por ensinar a seus filhos valores morais e espirituais e levando-os, através do exemplo do estilo de vida consistente e disciplina apropriada, incluindo correção corporal das Escrituras.  (General 01:26-28; Ex. 20:12; Deuteronômio 6:4-9; PS. 127: 3-5; Prov. 19:18; 22:15; 23:13-14; MK 10:6-12; Eu Corntios 7:1-16; Efésios 05:21-33; 6:1-4, Col. 03:18-21; Hebreus 13:4; Eu Pet. 3:1-7)

 (R) divórcio e novo casamento.  Acreditamos que Deus desaprova e proíbe o divórcio e propõe casamento para durar até que um dos cônjuges morre.  Divórcio e novo casamento é considerado como adultério, exceto por razões de prostituição.  Embora se divorciou e casou-se novamente ou divorciadas pessoas podem ocupam posições de serviço na igreja e ser grandemente usadas por Deus para o serviço cristão, eles não podem ser considerados para os cargos de pastor ou diácono.  (Mal. 02:14-17; Mt 19:3-12; ROM. 7:1-3; 1 Timóteo 3:2, 12; Tito 1:6)

 (S) aborto.  Acreditamos que a vida humana começa na concepção e que o nascituro é um ser humano vivo.  Aborto constitui a tomada não justificada, injustificada da vida humana por nascer.  Aborto é assassinato.  Rejeitamos qualquer ensinamento que abortos de gravidezes devido a estupro, incesto, defeitos de nascimento, seleção de sexo, nascimento ou controle de população, ou o físico ou mental bem estar da mãe é aceitável. (Trabalho 03:16; PS. 51:5; 139:14-16; ISA 44:24; 49:1, 5; Jer. 1:5; 20:15-18; Luke 01:44)

(T) amor.  Nós acreditamos que nós deve demonstrar amor pelos outros, não só em direção a comunhão dos crentes, mas também em direção a ambos os não crentes e aqueles que se opõem a nós. Estamos a lidar com aqueles que se opõem a nós graciosamente, suavemente, com paciência e humildade.  Deus proíbe a agitação acima dos conflitos, a tomada de vingança, ou a ameaça ou o uso da violência como um meio de resolver conflitos pessoais ou obtenção de justiça pessoal. Embora Deus nos ordena a abominar ações pecaminosas, estamos a amar e a rezar por qualquer pessoa que se envolve em tais ações pecaminosas. (LV 19:18; MT 05:44-48; Lucas 06:31; John 13:34-35; ROM. 12:9-10; 17-21; 13:8-10; FP 2:2-4; 2 TM 02:24-26; Tito 3:2; 1 João 03:17-18)

 (U) ações judiciais entre os crentes.  Acreditamos que os cristãos são proibidos de trazer ações cíveis contra outros cristãos ou da igreja para resolver disputas pessoais.  Acreditamos que a Igreja possui todos os recursos necessários para resolver disputas pessoais entre os membros.  Cremos, no entanto, que um cristão pode buscar compensação por lesões de outro cristão é companhia de seguros, enquanto a reivindicação é perseguida sem malícia ou calúnia.  (1 Coríntios 6:1-8; EF  04:31-32)

 (V) missões.  Nós acreditamos que Deus deu a igreja uma grande Comissão de proclamar o Evangelho a todas as Nações, para que possa haver uma grande multidão de toda nação, tribo, etnia e grupo de idiomas que creem no Senhor Jesus Cristo.  Como embaixadores de Cristo devemos usar todos os meios disponíveis para ir às Nações estrangeiras e não esperar que eles venham até nós.  (Mt 28: 19-20; Marcar 16:15; Lucas 24:46-48; John 20:21; Atos 1:8; 2 Coríntios 05:20)

(W) dando.  Acreditamos que todos os cristãos, como um mordomo de parte da riqueza de Deus que confiou a ele, é obrigado a apoiar financeiramente o sua igreja local.  Acreditamos que Deus estabeleceu o dízimo como uma base para dar, mas que cada cristão também deve dar outras ofertas sacrificialmente e alegremente para o apoio da igreja, o alívio de aqueles que precisam e a propagação do Evangelho.  Acreditamos que um cristão abandona todos os direitos para direcionar o uso do dízimo ou oferecer uma vez o presente foi feita. (14:20; Prov. 3:9-10; Atos 04:34-37; 1 Cor. 16:2; 2 Coríntios 9:6-7; Gálatas 6:6; Efésios 04:28; 1 TM. 05:17-18; 1 John 03:17)

 Seção 2.02-autoridade de declaração de fé

 A declaração de fé não esgota a extensão da nossa fé. A própria Bíblia é a fonte única e final de tudo o que acredito.  Entendemos, porém, que a declaração de fé acima representa com precisão o ensino da Bíblia e, portanto, é obrigatória para todos os membros.  Toda a literatura utilizada na igreja deve ser de acordo com a declaração de fé.

 Seção 2.03-aliança

 Tendo sido levado, como cremos, pelo espírito de Deus, para receber o Senhor Jesus Cristo como nosso Salvador e na profissão de nossa fé, tendo sido batizado em nome de nosso pai, e do filho e do Espírito Santo, vamos fazer agora , na presença de Deus, anjos e esta assembleia, mais solene e alegremente entra em aliança com o outro, como um só corpo em Cristo.

 Nos envolvemos, portanto, com a ajuda do Espírito Santo, para caminhar juntos no amor cristão; esforçar-se para o avanço desta igreja no conhecimento, Santidade e conforto; para promover a sua prosperidade e espiritualidade; para sustentar a sua adoração, decretos, disciplina e doutrinas; para dar-lhe uma sagrado preeminência sobre todas as instituições de origem humana; e para contribuir regularmente e alegremente com o apoio do Ministério, as despesas da igreja, o alívio dos pobres e a propagação do Evangelho através de todas as nações.

 Atuamos também manter a família e devoções particulares; educar religiosamente nossos filhos; para buscar a salvação dos nossos parentes, conhecidos e todos os outros; a circunspecção andar no mundo; ser apenas em nossos negócios, fiel aos nossos compromissos e exemplares em nossa conduta; para evitar toda conversa, calúnia e raiva excessiva; abster-se de divertimentos mundanos, tais como a presença de filme, jogo, música rock e dançar; ser livre de todas as sociedades secretas de juramento-limite e parcerias com os incrédulos; abster-se da venda ou uso de tabaco em qualquer forma, estupefacientes ou bebida inebriante como uma bebida; e a ser fervorosos em nossos esforços para fazer avançar o Reino de nosso Salvador.

 Nos envolvemos mais vigiar uns aos outros em amor fraternal; para lembrar uns aos outros em oração; para ajudar um ao outro na doença e aflição; a cultivar a compaixão cristã em sentimento e cortesia do discurso; para ser lento para se ofenda, mas sempre pronto para a reconciliação e consciente das regras de nosso Salvador e para garantir a reconciliação sem demora.

 Nos envolvemos além disso, que quando removermos a partir deste lugar, logo que possível unirá com alguma outra igreja, onde podemos realizar o espírito do presente Pacto e os princípios da palavra de Deus.